Related Posts with Thumbnails

e-mail grupoflordolacio@gmail.com

sábado, 21 de novembro de 2009

10 frases de amor de todos os tempos






O amor nunca sai de moda. Está entre as crianças, velhos, loucos e sábios. Segue abaixo 10 frases de amor de autores de todos os tempos para inspirar, começar, manter, aquecer e quantos mais verbos sejam possíveis associar com esta palavrinha mais velha que o tempo...Amor! As frases foram extraídas do espetáculo "Sarau Musical do Amor Romântico" do Grupo Flor do Lácio. Divirtam-se!




O seu olhar possui, num jogo ardente um arcanjo e um demônio a iluminá-lo
Cesário Verde

O amor nada dá senão de si próprio e nada recebe senão de si próprio. O amor não possui e não se deixa possuir, pois o amor basta-se a si mesmo.
Gibran Kahlil Gibran


A mais bela ponte construída no planeta é a distância entre um olhar e outro.
Mario Prata

O amor é uma flor delicada, mas é preciso ter a coragem de ir colhê-la à beira de um precipício.
Sthendal


Para fazer uma obra de arte não basta ter talento, não basta ter força, é preciso também viver um grande amor
Wolfgang Amadeus Mozart

E que a minha loucura seja perdoada.Porque metade de mim é amor e a outra metade...também.
Oswaldo Montenegro



Se o amor cabe numa só flor, então é infinito
Antonio Porchia


O amor é a única flor que brota e cresce sem a ajuda das estações
Khalil Gibran Khalil

Tudo o que amamos profundamente converte-se em parte de nós mesmos
Helen Keller

Os homens cultivam cinco mil rosas num mesmo jardim e não encontram o que procuram. E, no entanto, o que eles buscam poderia ser achado numa só rosa.
Saint. Exupery

terça-feira, 3 de novembro de 2009

SARAU MUSICAL NO VANILLA CAFFE



SARAU MUSICAL DO AMOR ROMÂNTICO
14 de novembro de 2009 - 21h
Vanilla Caffe Ingressos R$ 5,00
Av.Jorn. Roberto Marinho, 2076
Venda de Ingresso 11-93223572



Exibir mapa ampliado

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

quarta-feira, 21 de outubro de 2009



SARAU MUSICAL DO AMOR ROMÂNTICO NO TEATRO JOÃO CAETANO


Segunda-feira, dia 19 de outubro, o Grupo Flor do Lácio apresentou o Sarau Musical do Amor Romântico na abertura da Semana de Alfabetização: 20 Anos do MOVA/SP no teatro João Caetano. Uma platéia de cerca de 400 pessoas composta de estudantes, educadores e autoridades assistiram ao espetáculo numa noite de comemoração na qual não faltaram homenagens ao fundador do MOVA, Paulo Freire, falecido em 1997.









 O evento contou com a presença, dentre os participantes, da atual deputada do PSB e ex-prefeita de São Paulo, Luiza Erundina. o MOVA (Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos) foi fundado em 1989 na gestão da ex-prefeita, ocasião em que Paulo Freire ocupava o cargo de Secretário de Educação da cidade de São Paulo.








Embalados pela voz da cantora Katia Berenice, do violão de Richard e da percussão da Shu, o Sarau teve como ponto alto a leitura de frases e poemas pelo público conduzidos pelo ator e roteirista Adilson Pereira e pela atriz Fernanda Góes. A cada declamação, a platéia reagia animadamente e além da participação de estudantes do MOVA que tiveram a oportunidade de demonstrar publicamente os conhecimentos de alfabetização adquiridos,






o SARAU contou com a participação da deputada Luiza Erundina, que convidada pelos atores a ler as frases poéticas, não se fez de rogada e atendendo ao chamado, declamou com graça e desenvoltura para os presentes.







O público veio abaixo. Foi uma noite memorável para o Grupo Flor do Lácio que a convite da professora Rosa M. Laquimia de Souza da equipe técnica pedagógica do MOVA, teve a oportunidade de apresentar o Sarau Musical do Amor Romântico para uma platéia tão especial.




 (fotos gentilmente cedidas por Lilian Borges/SME)




terça-feira, 13 de outubro de 2009





SARAU MUSICAL DO AMOR ROMÂNTICO





O Sarau Musical do Amor Romântico tem duração entre 1h30m e 2h dependendo do grau de participação do público e tem como característica principal fundir teatro, espetáculo musical e sarau poético com interação da platéia em momentos especiais.


 O espetáculo se inicia com a performance da atriz convidada Fernanda Góes que surgindo do meio da platéia realiza um bailado gestual conduzindo uma lata iluminada por leds ao som da música “Metáfora” de Gilberto Gil do público até o palco, onde o ator Adilson Pereira (o poeta) se encontra adormecido num cenário que representa uma sala de estar.





Despertado pela musa, o poeta relata o sonho que teve e percebe espantado que a musa, os menestréis (representados pela cantora Katia Berenice e os músicos Ricardo e Shu) e os amigos (a platéia) do sonho encontra-se em carne e osso em sua sala de estar.



Os atores e músicos iniciam uma celebração ao amor romântico balanceada por canções clássicas da MPB, declamação de alguns poemas e interações poéticas entre a musa e o poeta. A uma certa altura do espetáculo, dá-se a primeira ruptura entre ficção e realidade no melhor estilo de Woody Allen quando poeta e musa descem do palco e convidam a platéia a lerem frases de amor romântico envolvidas em bombons tirados da lata poética.




Após a leitura das frases, musa e poeta retornam ao palco e retomam o espetáculo com músicas e poemas e quando o público menos espera, nova e definitiva ruptura – os atores apresentam o varal ao público, corda onde repousam pendurados poemas e letras de canções de autores consagrados num resgate simbólico da literatura de cordel escolhidos exclusivamente para a leitura do público.



Neste momento, a catarse do público atinge o ápice – habilidosamente elevados a condição de protagonistas, os escolhidos dentre o público para as leituras dos poemas do varal, levantam-se, apresentam-se e declamam com maior ou menor intensidade dramática os poemas com direito a uma suave trilha musical mecânica acionada pela sonoplastia do show.





Retomado novamente o espetáculo, a platéia seduzida acompanha eletrizada o desfecho do espetáculo, que termina apropriadamente agradecendo os poetas presentes e ausentes ao som da música “Estão voltando as flores”, seguida pela execução mecânica da música “Metáfora” que abre e fecha o show.


O show Bonde Samba tem duração aproximada de 1h30 e tem como proposta principal resgatar a história do Samba no Brasil, com ênfase nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia de 1917 até os dias de hoje. A ambientação do espetáculo tem como referência alguns personagens típicos do samba tais como o malandro, a cabrocha interligados com personagens característicos dos bondinhos que circularam nas grandes metrópoles a partir de 1871 tais como o condutor do Bonde, o bilheteiro, o fiscal de linha, ampliando o significado do trocadilho contido no título do show (Bom de samba ou Bonde Samba). Grandes sucessos do samba de todas as épocas são interpretados por Katia Berenice ao som do violão de Richard e da percussão da Shu. O público é convidado a ingressar numa viagem de bondinho pelas sinuosas curvas da história do samba com direito a paradas em famosas estações representadas por compositores do calibre de Noel Rosa, Enricão, Germano Mathias, Paulo Vanzolini, entre outros. Durante o percurso, algumas estórias e causos do samba interpretados pelo condutor do bonde Adilson ajudam a compor o retrato de uma época.


REPERTÓRIO
Sambas tradicionais desde 1917 até os dias de hoje, contemplando compositores tais como Donga, Mauro Mendonça, Pixinguinha, Noel Rosa, João Bosco, Enricão, Chico Buarque, Vinicius de Moraes, Adoniran Barbosa, Tom Jobim entre outros.
FICHA TÉCNICA
Cantora: Katia Berenice
Direção musical, arranjos vocais e violão: Richard
Percussão: Shu
Ator e roteirista: Adilson
Figurinista e Maquiadora: Ladi





COM A PALAVRA, GRUPO FLOR DO LÁCIO



Formado em 2008, o grupo Flor do Lácio nasceu da amizade de seus quatro integrantes que compartilham uma paixão antiga pela MPB. Tocando juntos em ocasiões esporádicas desde 2005, foi a partir do projeto Bonde Samba que o grupo resolveu assumir definitivamente a afinidade musical e levar a frente a bandeira de apresentar ao público uma mescla de resgate da mais fina tradição do samba e da música popular brasileira embalada por textos em verso e prosa que complementam saborosamente o repertório do grupo.Sua formação é composta por Adilson Pereira, Katia Berenice, Ricardo Sigolo e Luzia Sigolo Bicudo (Shu).
Em 2009 o grupo lançou o projeto Sarau Musical do Amor Romântico, espetáculo que mistura poesia, teatro e música com uma criativa interação com a platéia que vem arrebatando fãs entre público e crítica nas inúmeras apresentações feitas em teatros de escolas, livrarias e centro culturais,


Integrantes

Adilson
(Adilson Pereira)

Adilson Pereira é escritor e trabalhou durante mais de vinte anos como editor de livros técnicos universitários para grandes corporações internacionais tais como McGraw-Hill e Thomson Learning. Roteirista e ator do Bonde Samba e Sarau do Amor Romântico. É formado em Administração de Empresas pela Universidade Braz Cubas, cursou Tradução e Interpretação pela UNIBERO. Atualmente é membro do Grupo Flor do Lácio.




Richard
(Ricardo Sigolo)

Ricardo Sigolo é músico de diversos instrumentos,tais como acordeom, teclado, contrabaixo, bandolim, com dedicação maior para o violão. Estuda música desde os cinco anos de idade. Estudou violão com o professor Armando Vidigal, professor Isaías Sávio, participou de workshop com Marcos Teixeira, violonista da cantora Gal Costa, professor da Universidade Livre de Música Tom Jobim e ainda contrabaixo acústico com Sandor Mounar da Escola Municipal de Música. Aos dezoito anos passou a cantar e tocar em várias casas noturnas paulistanas, com destaque para 3º whisky, Boca da Noite, República do Samba, Bar Brahma entre outras dividindo o palco com Alaíde Costa, Aloísio de Oliveira, Márcia, Adauto Santos e Johnny Alf. Apresentou-se em diversos programas de televisão ao longo de sua carreira, dentre os quais Flávio Cavalcante no SBT, Som Brasil apresentado por Rolando Boldrin na TV Globo, Mural de Ana Maria Braga na Rede Record, Festa Baile do cantor Agnaldo Rayol na TV Cultura e mais recentemente no programa Deus, médico dos médicos, da Rede TV, entre outros.
Participou do 3º Festival de Passos, Minas Gerais, defendendo uma música de Luís Chaves, contrabaixista do Zimbo Trio. Apresentou-se no teatro Municipal de São Paulo e no Záccaro no espetáculo “Noite Paulistana”. Realizou apresentações no SESC Pompéia . Participou como instrumentista em peças de teatro da ECA sob direção de Miriam Muniz. Em 2005 integrou o grupo Tom da Amizade, gravando cd de mesmo nome e realizando turnê por vários estados do Brasil. Participou do show do cantor Silvio Brito no Centro Cultural São Paulo e em apresentações em cidades mineiras. Faz participação especial em shows com o tecladista, maestro e arranjador Jether Garotti Jr. Formou-se em Biblioteconomia pela FESP em 1977. Atualmente é membro do grupo Flor do Lácio como cantor e violonista.

Shu
(Luzia Sigolo Bicudo)


Iniciou os estudos de bateria como autodidata aos treze anos de idade. Aos dezoito anos estudou no CLAM com o baterista do Zimbo Trio Rubinho. Fez curso de Percussão patrocinado pelo MEC na Faculdade Paulista de Artes . Cursou aperfeiçoamento de técnica com Duda Neves, foi aluna da baterista Vera Figueiredo. Fez aulas práticas de bateria na Universidade Livre de Música. Aprendeu noções básicas de violão com o professor Armando Vidigal.
Trabalhou em diversas casas noturnas na cidade de São Paulo dentre elas 3º Whisky Boate Girassol, Bar da Virada, República do Samba, Bar Brahma entre outros acompanhando grandes nomes como: Alaíde Costa , Johnny Alf, Vidal França, Adauto Santos, Paulo Vanzolini e Wilson Simonal. Foi integrante da banda Clayber Gaitas e Gatas. Apresentou-se em diversos programas de televisão dentre os quais destacam-se Hebe Camargo na Rede Bandeirantes, Flávio Cavalcante no SBT, programa Festa Baile do cantor Aguinaldo Rayol na TV Cultura, Mural de Ana Maria Braga na Record, Clube dos Artistas de Ailton e Lolita Rodrigues com o grupo de percussão da Faculdade Paulista de Artes e mais recentemente no programa Deus, médico dos médicos pela Rede TV.
Participou de vários festivais de MPB, classificando-se em primeiro lugar como compositora no festival das Faculdades Princesa Isabel. Lecionou bateria no colégio Jabaquara. Apresentou-se no teatro Municipal de São Paulo e no Záccaro no espetáculo “Noite Paulistana”. Trabalhou como instrumentista em peças de teatro da ECA sob direção de Miriam Muniz.
Realizou apresentações nos SESCs Pompéia, Interlagos e Sorocaba. Atuou como baterista no show do cantor Silvio Brito no Centro Cultural São Paulo e em apresentações em cidades mineiras. Em 2005 integrou o grupo Tom da Amizade, gravando cd de mesmo nome e realizando turnê por vários estados do Brasil. Faz participação especial em shows com o tecladista, maestro e arranjador Jether Garotti Jr. Formou-se em Letras pela UNIB em 1983. Atualmente é membro do grupo Flor do Lácio como baterista e percussionista.

Katia Berenice
(Katia Berenice Leite Pereira)


Iniciou-se como cantora aos 14 anos de idade, atuando em coros de igreja e cerimônias de casamento. Em 2005 participou do Festival CooperaSom, cantando para cerca de 3.000 pessoas na cidade de Araçoiaba da Serra. Integrou o grupo Tom da Amizade por um ano como cantora convidada com participações especiais na tourne do grupo por diversas cidades brasileiras. Estuda canto popular com Fernanda Gianesella no Canteiros Centro Musical desde 2007. Participou recentemente no programa Deus, médico dos médicos pela Rede TV. Formou-se em Publicidade e Propaganda pelo IMES em 2005. É membro do Grupo Flor do Lácio como cantora principal.
 

Made by Lena